No ano em que se cumpre o 20º aniversário do monstruoso salto de 18,29m – que ainda é recorde mundial – de Jonathan Edwards, em Gotemburgo, a competição do triplo não defraudou em Pequim.
A prova foi espetacular, mas esteve para se tornar épica graças ao incrível salto final do americano Christian Taylor, que ao cair do pano arrancou uma marca de 18,21m, o segundo salto mais longo da história do triplo! Edwards, que estava na bancada a comentar a prova em direto, deve ter tremido com a prestação do antigo estudante da Universidade da Flórida, que coloca ao alcance uma marca que há 20 anos se mantém intocável.
No meio da euforia do final da competição quase passou para segundo plano o grande salto do medalha de prata Pedro Pablo Pichardo. O cubano terminou o evento com 17,73m e melhorou o seu melhor registo de carreira, mas não contava com um Taylor estratosférico.
Atletismo
Acompanhe a 2.ª etapa do Circuito Mundial de Atletismo em Pista Coberta no Eurosport
28/01/2020 AT 15:12

Christian Taylor

Image credit: AFP

Para Portugal o quinto dia de Mundiais significa a primeira medalha conquistada. Nelson Évora regressou ao Ninho de Pássaro sete anos depois de se sagrar campeao olímpico e a inspiração notou-se logo a abrir a competição com saltos de 17,28 e 17,29m – os melhores do ano para o atleta do Benfica este ano. Évora chegou a estar em posição de bronze até ao quinto salto, quando o americano Craddock conseguiu chegar aos 17,37, mas o português responde à campeão passando novamente para a frente na última tentativa ao conseguir uns brutais 17,52m. Depois de uma série de lesões complicadas chegou a recompensa, com Pequim claramente a revelar-se talismã para Nelson Évora, que assim afina para os Jogos Olímpicos do próximo ano.
Atletismo
Corra a Maratona de Nova Iorque com o Eurosport e reveja ainda o feito histórico de Kipchoge
30/10/2019 AT 16:02
Atletismo
29 atletas portugueses em prova nos Campeonatos da Europa Sub-20
15/07/2019 AT 15:19