É já este domingo que se cumpre a 107.ª edição da Liège-Bastogne-Liège, um dos cinco ‘Monumentos’ do ciclismo, junto com a Milano-Sanremo, a Volta à Flandres, a Paris-Roubaix e a Volta à Lombardia. Organizada pela primeira vez em 1892, esta prova também conhecida por ‘La Doyenne’ (A Velha Senhora), é uma das mais antigas da história da modalidade. Por acontecer em finais de abril, na região belga das Ardenas, é comum dizer-se que esta é a última das ‘Clássicas da Primavera’.
A Liège-Bastogne-Liège é considerada uma das provas de um dia mais difíceis do mundo devido à sua distância e percurso exigente e por vezes marcado por condições atmosféricas adversas. Ao contrário de outras clássicas, a dificuldade para o pelotão não advém dos setores de empedrado, mas sim das subidas.
O pelotão sai do centro de Liège, rumo a Bastogne, próximo da fronteira com o Luxemburgo, para regressar novamente a Liège. Pelo caminho, os ciclistas enfrentam uma dúzia de curtas, mas duras subidas, entre as quais se destacam os emblemáticos Côte de Saint-Roch, Côte de Stockeu, Côte de la Redoute, Côte de Wanne ou o Côte de la Roche aux Faucons, uma rampa com uma extensão de 1,3 quilómetros e uma inclinação de 10.5%. Será a última antes da meta, este ano, situada no centro da cidade de Liège. Ao todo, o pelotão terá de cumprir 259 quilómetros.
Ciclismo
Volta ao Algarve passa no Eurosport 1 e chega a milhões de pessoas no mundo
04/05/2021 AT 11:51
Ao longo de mais de 100 edições de história, contam-se vencedores como Léon Houa, Moreno Argentin, Alejandro Valverde ou Eddy Merckx, o super-campeão belga que detém um recorde de cinco vitórias, obtidas em 1969, 1971, 1972, 1973 e 1975. No ano passado, o triunfo coube ao esloveno Primoz Roglic, numa corrida realizada em outubro (e não em abril como é habitual), devido à pandemia de Covid-19 e teve um final eletrizante.
A edição de 2021 da Liège-Bastogne-Liège apresenta um cartaz de luxo com vários antigos vencedores da prova como são os casos de Alejandro Valverde, Philippe Gilbert, Dan Martin, Jakob Fuglsang, Wout Poels, Bob Jungels ou Primoz Roglic. Qualquer um deles pode levar para casa a vitória, tal como outras estrelas do pelotão internacional com Tadej Pogacar, Tao Geoghegan Hart, Julian Alaphilippe, Marc Hirschi, Bauke Mollema ou Richard Carapaz. João Almeida e Rui Costa são os dois únicos portugueses na lista de inscritos. Almeida já venceu uma edição da Liège-Bastogne-Liège na categoria de sub-23 no ano de 2018 e volta à competição após um estágio de altitude; Rui Costa e a equipa da UAE aguardam autorização das entidades de saúde belgas para participar após falsos positivos de covid-19 antes da Flèche Wallonne.
Acompanhe a Liège-Bastogne-Liège, um autêntico ‘Monumento’ ao ciclismo, este domingo, 25 de abril, em direto, no Eurosport 1, a partir das 12:25h. Os comentários ficam a cargo de Luís Piçarra, Paulo Martins, Olivier Bonamici e José Azevedo.
No domingo, o Eurosport emite também a 5.ª edição da Liège-Bastogne-Liège feminina. Com um traçado mais pequeno de 140 quilómetros, mas igualmente duro com várias subidas icónicas e desafiantes, esta clássica conta com algumas das melhores ciclistas do mundo. A britânica Elizabeth Deignan está de regresso para tentar repetir a vitória do ano passado. Terá concorrência forte de rivais como Marianne Vos, tricampeã do mundo, ou Anna van der Breggen, vencedora das duas primeiras edições da da Liège-Bastogne-Liège em 2017 e 2018. Toda a ação pode ser seguida em direto no Eurosport 1 a partir das 10:20h com comentários de Gonçalo Moreira.
Ciclismo
Rui Costa de olho no pódio da Volta à Romandia
26/04/2021 AT 17:30
Ciclismo
Alpes arrancam com a semana de ciclismo e as Ardenas fecham a dose
19/04/2021 AT 18:32