É já este sábado que os fãs de ciclismo vão poder ver a 110.ª edição da Milão – Sanremo, uma das mais importantes provas do calendário velocipédico. A Milão – San Remo é uma prova de ciclismo de estrada de apenas um dia que liga as duas cidades italianas ao longo 291 km, a maior distância de todas para uma clássica. O percurso é essencialmente plano e só os “sprinters” mais resistentes vão estar em posição de discutir a vitória. É conhecida igualmente por “Clássica da Primavera” ou “Classicissima” - a “Clássica das Clássicas”. Os ciclistas deixam o frio do Norte, em Milão, rumo a Sul, para a famosa cidade situada na costa da Ligúria, que entre outras coisas é conhecida por acolher o festival da canção italiana. A Milão – Sanremo é igualmente o primeiro dos “Cinco Monumentos” de ciclismo da temporada, nome que recebem as mais importantes “clássicas” da modalidade devido à sua grande história e prestígio. Os outros “Monumentos” são a Volta a Flandres, a Paris-Roubaix, Liège-Bastogne-Liège e a Volta à Lombardia.
A primeira edição da “clássica” remonta a 1897 e o primeiro vencedor foi o francês Lucien Petit-Breton. Mais tarde conquistou ainda o Tour. Triunfo que repetiu em 1908. Os italianos dominam os registos históricos de triunfos com 51 vencedores. Eddie Merckx detém o recorde de vitórias na “clássica”. Em 11 participações, o belga triunfou por sete vezes, nas edições de 1966, 1967, 1969, 1971, 1972, 1975 e 1976. Contribuiu de forma decisiva para os 20 triunfos belgas nesta clássica. Tem mais uma vitória que o italiano Costante Girardengo, que dominou a prova nos anos 1918, 1921, 1923, 1925, 1926 e 1928.
No ano passado, o triunfo coube ao italiano Vincenzo Nibali (Bahrain-Merida) quebrando um jejum de vitórias de ciclistas da casa que durava desde 2006. O “tubarão” isolou-se nos quilómetros finais da prova e garantiu o seu primeiro triunfo de sempre na Milão – Sanremo e um prémio de € 20.000. Este ano, Nibali estará de novo no pelotão para tentar alcançar uma nova vitória. Terá a concorrência de nomes de peso como Romain Bardet, Peter Sagan, Greg Van Avermaet, Nacer Bouhanni, Julain Alaphilippe, Niki Terpstra, Caleb Ewan, Matteo Trentin, Alejandro Valverde, Roman Kreuziger, Steve Cummings, Dylan Groenewgen, Gianni Moscon, John Degenkolb, Michael Matthews ou Alexander Kristoff. José Gonçalves (Kathusha – Alpecion) é o único português inscrito nesta edição da Milão – Sanremo.
Ciclismo
Muito mais ciclismo feminino em 2022 e a Volta a França para coroar a aposta Eurosport
15/10/2021 AT 17:04

Vincenzo Nibali, vainqueur de Milan-SanRemo.

Image credit: Getty Images

A Milão – Sanremo proporciona aos espetadores algumas imagens belíssimas da costa italiana. A nível desportivo o pelotão enfrenta vários desafios. Entre eles destaque para a sequência dos Capo Mele, Capo Cerve e Capo Berta, subidas numa estrada costeira, no entanto, a subida mais dura continua a ser a do famoso Passo del Turchino, que vai dar a um túnel que atravessa a montanha. Já na parte final, os ciclistas enfrentam as subidas a Cipressa (5,6 km com 4,1% inclinação) e a Poggio di Sanremo (3,7 km com 3,7% de inclinação). A partir daí, os ciclistas entram num ataque frenético com apenas 5,5 km até à meta, situada na Via Roma, de Sanremo.
Não perca, a Milão – Sanremo, primeiro “Monumento” da temporada, este sábado, em direto, no Eurosport 2, a partir das 13:30. Os comentários ficam a cargo de Gonçalo Moreira, Paulo Martins e Olivier Bonamici.
Ciclismo
Grandes provas de ciclismo durante toda a semana
06/10/2021 AT 19:13
Ciclismo
Paris-Roubaix, o Inferno do Norte, está em dose dupla no fim de semana em direto no Eurosport
30/09/2021 AT 11:17