A etapa desta quinta-feira não só marcou a entrada do Dauphiné nas montanhas como teve o aliciante adicional de ser a cópia perfeita daquela que será a etapa 17 da Volta à França deste ano.
Bardet lançou o ataque decisivo já perto do alto de Col d’Allos, a penúltima contagem do dia, ninguém respondeu ao francês da AG2R que, desta forma, teve carta-branca para ganhar terreno na descida.
A Team Sky de Chris Froome não quis ir ao choque e o britânico só lançou o contra-ataque já em plena subida para Pra Loup, no entanto já não foi a tempo de neutralizar a vantagem do gaulês. Tejay Van Garderen (BMC) foi quem aproveitou a deixa e foi sozinho à procura de Froome, acabando por ultrapassar o britânico já na fase final. O norte-americano terminou a etapa na segunda posição, a 36 segundos de Bardet, o que lhe valeu a subida à liderança da geral.
Ciclismo
Semana de Ciclismo em dose dupla para seguir no Eurosport
YESTERDAY AT 14:45
Froome fez terceiro, a 40 segundos, com Benat Intxausti (Movistar) a chegar logo atrás e a ser premiado com a subida a segundo da geral, à frente de Bardet que, com a vitória (a primeira em mais de um ano), foi catapultado de 46º para terceiro da geral.

Rohan Dennis (BMC) - Critérium Dauphiné 2015

Image credit: Panoramic

Rui Costa (Lampre-Merida) foi o melhor dos portugueses. O poveiro cedeu nos últimos quilómetros e terminou no 22º posto, a 1:53 de Bardet, e passa a ocupar o mesmo lugar na geral.
Ciclismo
Camisolas arco-íris em jogo nos Campeonatos do Mundo de Ciclismo de Estrada
17/09/2021 AT 12:18
Ciclismo
Começa uma nova época do PGA Tour para seguir no Eurosport
15/09/2021 AT 17:13