A Volta a Itália tem um novo líder: à 13ª etapa, o italiano Fabio Aru, da Astana destronou Alberto Contador e vestiu a tão desejada camisola rosa.
O espanhol da Tinkoff Saxo, que estava na liderança da prova desde a quinta etapa, tinha 17 segundos de vantagem sobre Aru, antes da tirada desta sexta-feira. Mas o espanhol acabou por ser prejudicado por uma queda massiva no pelotão, a três quilómetros da meta. Contador esteve envolvido, bem como Richie Porte, mas Aru estava na frente do grupo e escapou para agarrar assim a liderança do Giro. O italiano da Astana fica agora com 19 segundos de vantagem sobre Contador.

Sacha Modolo (Lampre-Merida) gewinnt die 13. Giro-Etappe

Image credit: AFP

Ciclismo
Muito mais ciclismo feminino em 2022 e a Volta a França para coroar a aposta Eurosport
15/10/2021 AT 17:04
A etapa, de 147 km entre Montecchio Maggiore e Jesolo foi ganha por Sacha Modolo, que estava no grupo que escapou à queda. O italiano da Lampre-Merida impos-se ao sprint aos compatriotas Giacomo Nizzolo, da Trek e Elia Viviani, da Sky.
Alberto Contador cortou a meta 40 segundos depois do vencedor e disse adeus à camisola rosa. Foi o segundo revés para “El Pistolero” neste Giro, depois de ter sofrido também uma queda na sexta etapa.
"Hoje seria um dia calmo. Estivemos na frente quase toda a etapa porque sabíamos que podia acontecer uma queda. Estávamos perto do sinal dos 3 quilómetros para a meta e depois disso teria sido pacífico porque sabíamos que o tempo seria neutralizado se algo acontecesse depois disso. Mas 200 metros antes, deu-se a queda. Pus-me de pé, vi se tinha alguma mazela, mas felizmente nada. Tentei encontrar uma bicicleta para terminar a etapa o mais depressa possível. Felizmente o tempo que perdi não é muito importante. Claro que não vai ser fácil de recuperar, mas não estou preocupado”, revelou Contador no final da etapa.
Entre os portugueses, André Cardoso (Cannondale-Garmin) cortou a meta a 1.10 minutos do vencedor, enquanto Sérgio Paulinho (Tinkoff-Saxo) e Fábio Silvestre (Trek) chegaram juntos, a 5.10.
Na geral, Cardoso é 28.º classificado, a 28.35 minutos de Aru, Paulinho é 113.º, a 1:59.54, e Silvestre é 161.º, a 2:37.57.
Este sábado corre-se a 14.ª etapa, um contrarrelógio de 59,4 quilómetros, entre Treviso e Valdobbiadene, uma tirada que vai poder acompanhar no Eurosport Internacional a partir das 13h30.
Classificação Geral:
1. Fabio Aru (Italy / Astana) 54:20:35"
2. Alberto Contador (Spain / Tinkoff - Saxo) +19"
3. Mikel Landa (Spain / Astana) +1:14"
4. Roman Kreuziger (Czech Republic / Tinkoff - Saxo) +1:38"
5. Dario Cataldo (Italy / Astana) +1:49"
6. Rigoberto Uran (Colombia / Etixx - Quick-Step) +2:02"
7. Damiano Caruso (Italy / BMC Racing) +2:12"
8. Andrey Amador (Costa Rica / Movistar) +2:21"
9. Giovanni Visconti (Italy / Movistar) +2:40"
10. Yury Trofimov (Russia / Katusha) +3:15"
Ciclismo
Grandes provas de ciclismo durante toda a semana
06/10/2021 AT 19:13
Ciclismo
Paris-Roubaix, o Inferno do Norte, está em dose dupla no fim de semana em direto no Eurosport
30/09/2021 AT 11:17