Mesmo debilitado, Alberto Contador (Tinkoff-Saxo) subiu ao pódio mas não conseguiu vestir a camisola rosa, símbolo de líder da Volta a Itália em bicicleta.
O espanhol caiu na quinta-feira e deslocou o ombro. No entanto foi capaz de completar a etapa mais longa desta edição do Giro que ligou Grossetto a Fiuggi ao longo de 264 quilómetros esta sexta-feira.
A tirada ficou marcada por uma fuga de 4 homens: Marco Bandiera (Androni-Sidermec), Nikolay Mihaylov (CCC Sprandi-Polkowice), Nicola Boem (Bardiani-CSF) e Pierpaolo De Negri (Nippo-Vini Fantini), chegaram a ter uma vantagem de quase 10 minutos em relação ao pelotão.
Ciclismo
Começa uma nova época do PGA Tour para seguir no Eurosport
YESTERDAY AT 17:13
Perto do final, a cerca de 20 quilómetros 3 dos 4 fugitivos decidiram esperar pelo pelotão à medida que a diferença que os separava era cada vez menor. Só Nikolay Mihaylov atacou mas foi apanhado apenas 1 quilómetro mais à frente.
Os derradeiros quilómetros em ascensão prometiam ser duros e a vitória acabou por ser decida em sprint. Diego Ulissi (Lampre Merida) foi o mais rápido cortando a meta ao cabo de 7h22m21s superando o espanhol Juan Jose Lobato (Movistar) e o australiano Simon Gerrans (Orica-GreenEdge).
Um triunfo para o italiano da Lampre-Merida festejado com efusão, já que esteve suspenso na última época por doping, por ter registado níveis elevados de salbutamol.
“É uma emoção única. Realmente inesperada. Passei por um periodo muito dificil. A minha forma não era a ideal. Estava psicologicamente bloqueado. Mas estou feliz por esta etapa. Foi longa, dura e com muito vento contra” disse Diego Ulissi .
O castigo, de nove meses, só permitiu que Ulissi regressasse no mês passado, na Volta ao País Basco e logo em grande com esta vitória. Alberto Contador mantém liderança mas se não recuperar pode ter problemas este sábado já que tem pela frente uma subida de montanha de primeira categoria e uma de segunda.
André Cardoso (Cannondale-Garmin) entrou em 48.º, a três segundos de Ulissi, voltando a ser o português mais bem classificado, entre os três que estão na corrida.
Fábio Silvestre (Trek) e Sérgio Paulinho (Tinkoff-Saxo) foram respetivamente 177.º e 179.º, perdendo 18.56 minutos para o primeiro.
Na classificação geral, Contador continua com dois segundos de avanço sobre o italiano Fabio Aru, da Astana, e 20 sobre o australiano Richie Porte, da Sky. No 'top-ten' também não há mudanças, face ao que se registava quinta-feira.
A 8.ª etapa realiza-se este sábado: são 186 quilómetros entre Fiuggi e Campitello Matese para ver no Eurosport.
Resultados da 7.ª etapa:
1 Diego Ulissi (Ita) Lampre Merida 7h22'21"
2 Juan Jose Lobato (Esp) Movistar s.t.
3 Simon Gerrans (Aus) Orica GreenEdge s.t.
4 Manuel Belletti (Ita) Southeast s.t.
5 Enrico Battaglin (Ita) Bardiani s.t.
6 Sonny Colbrelli (Ita) Bardiani s.t.
7 Fabio Felline (Ita) TrekRacing s.t.
8 Grega Bole (Slo) CCC Sprandi s.t.
9 Kévin Reza (Fra) FDJ.fr s.t.
10 Sergey Lagutin (Rus) Katusha s.t.
Classificação Geral:
1. Alberto Contador (Esp) Tinkoff - Saxo 27h48'00"
2. Fabio Aru (Ita) Astana +2"
3. Richie Porte (Aus) Sky +20"
4. Roman Kreuziger (CZE) Tinkoff - Saxo +22"
5. Dario Cataldo (ITA) Astana +28"
6. Esteban Chaves (COL Orica Greenedge +37"
7. Giovanni Visconti (ITA) Movistar +56"
8. Mikel Landa (ESP) Astana +1'01"
9. Davide Formolo (ITA) Cannondale +1'15"
10. Andrey Amador (CRC) Movistar +1'18"
Ciclismo
Volta ao Luxemburgo com João Almeida abre semana de muito ciclismo no Eurosport
14/09/2021 AT 11:04
Ciclismo
Portugal com 20 ciclistas nos Europeus de estrada em Trento
07/09/2021 AT 01:04