O cinco vezes vencedor do Tour passou pelo estúdio Eurosport e mostrou-se surpreendido pelo ataque de Chris Froome. “Este ano temos muitos favoritos, Nibali, Froome, Contador, por isso pensei que houvesse mais respeito, mais medo no pelotão. Mas o Froome decidiu atacar, o que é uma coisa boa de fazer. Ele é assim, é a mentalidade dele. Vimos uma grande etapa dele. Literalmente rebentou com o Tour e com o pelotão”, contou durante o programa Tour de France Today, que todas as noites repassa a atualidade da corrida.
Sobre o que fazer para bater o britânico, Indurain aposta na paciência, "esperaria que o Froome se cansasse com a tensão e a responsabilidade de liderar nos Pirenéus. Agora nos Alpes, se ele tiver um dia mau, tentaria tirar proveito disso”.
Interessante foi o pensamento de Indurain sobre a psicologia de grupo e o efeito que tem uma exibição tao superior na própria Sky e nas demais equipas: “se o líder é forte, a equipa também está forte. Esse tipo de coisas contagia-se. Se o líder está com problemas, a equipa também vai sofrer.
Ciclismo
Camisolas arco-íris em jogo nos Campeonatos do Mundo de Ciclismo de Estrada
17/09/2021 AT 12:18

Chris Froome

Image credit: Panoramic

ALIANÇAS SERÃO FUNDAMENTAIS NOS ALPES
Sobre El Pistolero, Indurain vê potencial para recuperar, até porque “fisicamente está bem, apenas mentalmente cansado, com tantas corridas que fez. O tempo passa, ele está mais velho, acumula muitas provas nas pernas. Fez um bom Giro e esteve mentalmente sólido, mas a primeira semana foi dura, com muita tensão, muitos nervos e muita energia gasta".
Mesmo reconhecendo que os três dias de Pirenéus foram duros para gente do nível de Contador e Nibali, o espanhol reconhece que "são profissionais e têm que recuperar primeiro e depois criar um grupo de ataque entre todos que ameace o Chris”.
Ciclismo
Começa uma nova época do PGA Tour para seguir no Eurosport
15/09/2021 AT 17:13
Ciclismo
Volta ao Luxemburgo com João Almeida abre semana de muito ciclismo no Eurosport
14/09/2021 AT 11:04