Vincenzo Nibali (Astana) estreou-se a vencer na Volta à França 2015. O ciclista italiano, campeão da edição transacta do Tour, triunfou na etapa 19, uma tirada de alta montanha nos Alpes, com chegada ao alto em La Toussuire.
A etapa foi muito atacada desde o início com as equipas dos candidatos à geral a tentarem isolar o camisola amarela Chris Froome. A táctica começou a dar frutos e rapidamente o britânico da Sky ficou apenas com o apoio de Wout Pouels.
Pierre Rolland (Europcar), abriu as hostilidades no grupo dos favoritos a cerca de 67km da meta em plena subida ao Col de la Croix de Fer (contagem de categoria extra). Ninguém respondeu ao francês que rapidamente abriu uma vantagem considerável para o grupo dos favoritos.
Ciclismo
Camisolas arco-íris em jogo nos Campeonatos do Mundo de Ciclismo de Estrada
17/09/2021 AT 12:18
Pouco depois o camisola amarela Chris Froome teve um problema mecânico e Vincenzo Nibali, alegadamente sem se ter dado conta da situação escolheu esse preciso momento para desferir o ataque que lhe abriu o caminho para a vitoria na etapa.
“Nem me apercebi do problema do Froome porque não fomos informados da situação pelo rádio. Ele criticou-me um pouco na meta e teve palavras pouco simpáticas para comigo. Tentamos endurecer esta etapa desde o início, logo pela manhã. Logo no início tentámos impor um ritmo muito forte pois o nosso objectivo era vencer a etapa e conseguimos. No que diz respeito à minha situação estou a oito minutos do Froome por isso não creio que representasse uma ameaça para ele. É muito difícil recuperar de uma desvantagem de 8 minutos”, disse Nibali.

Vincenzo Nibali (Astana) durant le Tour de France 2015

Image credit: Panoramic

Nem Nairo Quintana (Movistar) nem Alberto Contador (Tinkoff Saxo) conseguiram seguir na roda do italiano da Astana que rapidamente abriu uma vantagem considerável e empenhou-se no encalço a Rolland, que seguia isolado na frente da corrida.
Apesar de não contar com a sua habitual escolta de luxo Froome evitou males maiores e sozinho conseguiu reentrar no grupo dos favoritos.
Rolland ainda conseguiu passar na frente do Col de Mollard mas foi alcançado na descida por Nibali.
O ciclista transalpino, que à partida para esta 19ª etapa seguia na sétima posição da geral, lançou o ataque final na subida para La Toussuire, numa altura em que o duo seguia com mais de dois minutos de vantagem para o grupo do camisola amarela. Rolland ficou para trás e acabaria por ser alcançado pelo pelotão 8km depois.

Tour de France 2015: Chris Froome (Sky), Vincenzo Nibali (Astana), Nairo Quintana (Movistar)

Image credit: Imago

Nairo Quintana, segundo à geral, jogou a sua cartada a 5kms da meta. Froome viu-se obrigado a responder ao colombiano mas mais ninguém conseguiu aguentar o andamento do chefe de fila da Movistar. Tanto Alberto Contador, como Alejandro Valverde ficaram para trás e cortaram a meta quase dois minutos e meio depois do vencedor.
Vincenzo Nibali soube gerir a vantagem para os perseguidores e cortou a linha de meta isolado, com 43 segundos de vantagem sobre Quintana. Foi a quinta vitória de Nibali em etapas na Volta à França e a primeira nesta edição.
Quintana continuou a imprimir um ritmo vivo e conseguiu o segundo posto na etapa, 30 segundos à frente de Chris Froome, que foi terceiro.
“Hoje os ataques começaram logo de incio. Os meus colegas de equipa fizeram um grande trabalho, apoiaram-me e mantiveram-me bem posicionado na frente. O Wout Poels esteve excepcional hoje. Esteve comigo quase até ao final. Claro que sofremos uma grande perda hoje com Geraint Thomas a ceder o quarto posto da geral. Ele perdeu muito tempo mas espero que amanhã tenha mais pernas e que consigamos cumprir a nossa missão”, explicou Froome no final da etapa
Contador perdeu muito terreno e foi destronado por Nibali do quarto posto da geral, já Geraint Thomas teve um dia para esquecer e caiu de quarto para 15º da geral.
Este sábado corre-se a penúltima etapa do Tour 2015. Será a despedida dos Alpes e a derradeira oportunidade para aqueles que lutam pela classificação geral tentarem rectificar posições.
O pelotão terá pela frente 110.5km de alta montanha com o prato forte a ser as duas subidas de categoria especial: a primeira ao Col de La Croix de Fer e depois a ascenção ao emblemático Alpe D’Huez.
Classificação da Etapa 19:
1. Vincenzo Nibali (Astana) 4h22'53"
2. Nairo Quintana (Movistar) +44"
3. Chris Froome (Team Sky) +1'14"
4. Thibaut Pinot (FDJ) +2'26"
5. Romain Bardet (AG2R) s.t.
6. Alejandro Valverde (Movistar) s.t.
7. Bauke Mollema (Trek) s.t.
8. Robert Gesink (LottoNL) s.t.
9. Alberto Contador (Tinkoff - Saxo) s.t.
10. Samuel Sanchez (BMC Racing) s.t.
Classificação Geral:
1. Chris Froome (Team Sky) 78h37'34"
2. Nairo Quintana (Movistar) +2'38"
3. Alejandro Valverde (Movistar) +5'25"
4. Vincenzo Nibali (Astana) +6'44"
5. Alberto Contador (Tinkoff - Saxo) +7'56"
6. Robert Gesink (LottoNL) +8'55"
7. Mathias Frank (IAM Cycling) +12'39"
8. Bauke Mollema (Trek) +13'22"
9. Romain Bardet (AG2R) +14'08"
10. Pierre Rolland (Europcar) +17'27"
Ciclismo
Começa uma nova época do PGA Tour para seguir no Eurosport
15/09/2021 AT 17:13
Ciclismo
Volta ao Luxemburgo com João Almeida abre semana de muito ciclismo no Eurosport
14/09/2021 AT 11:04