Esta foi uma etapa tranquila, de transição dos Pireneus para os Alpes. A tirada começou com uma fuga cedo com Cyril Gautier (Europcar), Alexandre Geniez (FDJ), Pierre-Luc Périchon (Bretagne - Séché Environnement), Thomas De Gendt (Lotto-Soudal), Wilco Kelderman (Lotto NL-Jumbo) e Nathan Haas (Cannondale-Garmin), com uma vantagem de 4:45’’ sobre o pelotão.
Numa zona onde menos se previa, houve uma queda envolvendo Jean Christophe Peraud, da Ag2r-La Mondiale , segundo do ano passado, que acabou a etapa em esforço.
Os homens da fuga enfrentaram um final de etapa bastante duro devido às subidas sucessivas. O grupo da fuga esteve animado sobretudo pelos ataques de Nathan Haas, o australiano que desfez a fuga a 23 km do fim, mas terminou absorvido pelo pelotão, devido à grande dificuldade reservada para o final com subidas sucessivas categorizadas outras não.
Ciclismo
Camisolas arco-íris em jogo nos Campeonatos do Mundo de Ciclismo de Estrada
17/09/2021 AT 12:18
Um final com Wilco Kelderman e Gautier a serem os dois últimos neutralizados a cerca de 200 metros um final fantástico com Peter Sagan da Tinkoff-Saxo a fazer segundo e Greg Van Avermaet a conseguir a maior vitória da carreira, ele que já tinha uma etapa na Vuelta.
É mais uma vitória para o ciclista belga e mais uma para a BMC que já leva três conquistas nesta edição do Tour. Van Avermaet não deixou escapar a vitória num final explosivo, reclamando a tirada ao cabo de 4:43’42’’ horas, o mesmo tempo de Sagan.

Peter Sagan et Greg Van Avermaet

Image credit: Panoramic

"É um momento muito especial, estava a lutar muito pela vitória mas finalmente acabou por surgir. Estive perto algumas vezes esta semana, no ano passado e para mim foi um final perfeito, um pouco a subir, não muito rápido, foi um bom final para mim, mas tens que bater ciclistas como Degenkolb e o Sagan mas finalmente hoje trabalhei muito bem e posso congratular-me com esta vitória”, partilhou o vencedor.
O líder do Tour, o britânico Chris Froome chegou integrado no pelotão, a 7’’ e segura a camisola amarela com 2'52’’ de vantagem sobre Tejay van Garderen.
Quanto aos portugueses, Nelson Oliveira, da Lampre-Merida, fez 40º a mais de 58 minutos do vencedor. Na classificação final, está na posição 78, a mais de 1h30 do líder Chris Froome.
Classificação da 13ª etapa:
1 Greg Van Avermaet (BEL) BMC 4h43'41"
2 Peter Sagan (SVK) Tinkoff-Saxo s.t.
3 Jan Bakelants ( BEL) AG2R La Mondiale +3"
4 John Degenkolb (GER) Giant-Alpecin +7"
5 Paul Martens (GER) LottoNL Jumbo +7"
6 Christopher Froome (GBR) Sky +7"
7 Vincenzo Nibali (ITA) Astana +7"
8 Alberto Contador (ESP) Tinkoff-Saxo +7"
9 Alejandro Valverde (ESP) Movistar +7"
10 Tejay Van Garderen (USA) BMC +7"
Classificação geral:
1. Christopher Froome (GBR) Sky 51h34'21''
2. Tejay van Garderen (USA) BMC +2'52''
3. Nairo Quintana (COL) Movistar +3'09''
4. Alejandro Valverde (ESP) Movistar +3'58''
5. Geraint Thomas (GBR) Sky + 4'03''
6. Alberto Contador (ESP) Tinkoff - Saxo +4'04''
7. Robert Gesink (NED) LottoNL Jumbo +5'32''
8. Tony Gallopin (FRA) Lotto- Soudal + 7'32''
9. Vincenzo Nibali (ITA) Astana +7'47''
10. Bauke Mollema (NED) Trek +8'01''
Ciclismo
Começa uma nova época do PGA Tour para seguir no Eurosport
15/09/2021 AT 17:13
Ciclismo
Volta ao Luxemburgo com João Almeida abre semana de muito ciclismo no Eurosport
14/09/2021 AT 11:04