O jovem francês da Direct Energie, foi um dos 21 ciclistas que integraram a numerosa fuga do dia que incluía, entre outros, Darwin Atapuma (BMC) e Pierre Rolland (Cannondale Drapac).
Depois de vários ataques Calmejane jogou a sua cartada a 9kms da meta. Já dentro a ultima subida. Ninguém conseguiu seguir na sua roda e o gaulês ganhou vantagem suficiente para se manter isolado na frente da corrida.
“Penso que a minha vitória é enorme para a equipa. Tivemos a oportunidade de vir até aqui. Somos uma equipa convidada, não uma equipa do World Tour por isso o mínimo que podemos fazer é estar na fuga todos os dias. O facto de conseguir esta vitória logo na quarta etapa é fantástico. Cumprimos o nosso objectivo vimos para a prova para isto”, disse Calmejane
Ciclismo
Camisolas arco-íris em jogo nos Campeonatos do Mundo de Ciclismo de Estrada
17/09/2021 AT 12:18
Rolland e Atapuma ainda seguiram no seu encalço mas Calmejane não fraquejou e ofereceu à Direct Energie a sua primeira vitória em mais de dois meses e o seu primeiro triunfo como neo-pro.
Apesar de não ter conseguido o triunfo que almejava Atapuma garantiu a liderança da classificação geral ao cruzar a meta na segunda posição a 15 segundos de Calmejane.
O pelotão, liderado por Alejandro Valverde (Movistar), chegou pouco mais de dois minutos após o vencedor com nenhum dos favoritos a perder tempo para os rivais.
Ciclismo
Começa uma nova época do PGA Tour para seguir no Eurosport
15/09/2021 AT 17:13
Ciclismo
Volta ao Luxemburgo com João Almeida abre semana de muito ciclismo no Eurosport
14/09/2021 AT 11:04