A 100 dias do arranque dos Jogos Olímpicos Tokyo2020, o Eurosport assinala a data com a
apresentação de novos programas originais que prometem fazer as delícias dos fãs de
desporto em toda a Europa. No mesmo dia é revelado também parte do novo hino que será a
Eurosport
Eurosport Events passa a Discovery Events: a nova marca de gestão e promoção de eventos desportivos
09/09/2021 AT 22:06
‘banda sonora’ deste verão olímpico. O Eurosport – A Casa dos Jogos Olímpicos na Europa – é único lugar onde os fãs podem
acompanhar todos os momentos imperdíveis da competição. Andrew Georgiou, Presidente da Eurosport and Global Sports Rights & Sports Marketing
Services: “Não há nada que una melhor o mundo que uns Jogos Olímpicos. Enquanto as comunidades procuram uma luz ao fundo do túnel, os Jogos deste verão prometem ser um
dos eventos mais culturalmente relevantes e importantes de sempre, representando uma muito desejada celebração da humanidade e resiliência global.
“A forma como damos vida a isso é contando as histórias mais importantes, aquelas que realmente importam no caminho para Tóquio ajudando as pessoas a aproximarem-se dos
seus heróis através de programas novos e exclusivos.
“A incomparável escala do Discovery, a par da profunda experiência desportiva do Eurosport, irá unir o maior público agregado de toda a Europa durante os Jogos e será o único lugar para
assistir a cada momento imperdível, cada medalha e cada herói como parte da experiência mais abrangente dos Jogos Olímpicos de todos os tempos.”
PROGRAMAS OLÍMPICOS ORIGINAIS COM ESTREIA MARCADA NO EUROSPORT
Na série ‘Head to Head’ (Frente a Frente), é feita uma comparação entre dois lendários atletas
olímpicos de diferentes Eras. Ao todo foram produzidos oito episódios e a estreia acontece no
Eurosport 1 no dia 14 de abril às 20:00h com um duelo entre os velocistas Usain Bolt e Carl
Lewis. Segue-se meia-hora depois, um novo frente a frente entre os nadadores Mark Spitz e
Michael Phelps. Episódios futuros preveem duelos entre ícones do ténis Steffi Graf e Serena
Williams, os meio-fundistas Mo Farah e Haile Gebrselassie, as ginastas Simone Biles e Nadia
Comaneci ou as heptatletas Jackie Joyner-Kersee e Jessica Ennis-Hill.
A série ‘Olympic Stories’ (Histórias Olímpicas), outro original do Eurosport com estreia
marcada também para dia 14 de abril, recorda alguns dos momentos mais icónicos que se
ficaram gravados na história dos Jogos Olímpicos. O Eurosport viaja pelo mundo para falar
com grandes estrelas do desporto e explorar as histórias mais fascinantes. ‘Big in Japan’ abre
o novo formato, uma retrospetiva das olimpíadas do Japão em 1964. Os episódios contam
com entrevistas exclusivas, uma delas ao velocista Ben Johnson, bem como a outros atletas
que quebraram barreiras na missão de competir nuns Jogos Olímpicos.
A série ‘Essential Olympic Stories presented by Bridgestone’ visa contar algumas das
histórias mais emocionantes dos Jogos Olímpicos. Semanalmente e até ao arranque dos
Jogos Olímpicos, a cada programa conhecemos em detalhes histórias que envolveram lendas
do desporto como Michael Phelps, Dawn Fraser, Muhammad Ali, Nadia Comaneci, assim
como alguns atletas menos famosos.
UM NOVO HINO PARA UMA NOVA ERA
Produzido em exclusivo para o Discovery, na data que assinala os 100 dias para o início dos Jogos Olímpicos, ficamos a conhecer um pouco do novo hino olímpico. O compositor StevenPrice, galardoado com um Óscar, famoso pelo seu trabalho em filmes como o Senhor dos Anéis e o Esquadrão Suicida, colaborou com a Orquestra Sinfónica de Londres, reconhecida como a principal orquestra de bandas sonoras do mundo, para gravar um hino de quatro minutos nos icónicos estúdios de Abbey Road. O novo hino ilustra todas as emoções e momentos vividos pelos atletas e fãs no percurso até aos Jogos. Será usado para todo o conteúdo e programação de Tóquio 2020, e terá vida para lá dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022 e dos Jogos Olímpicos de Paris 2024 por forma a tornar-se sinónimo de toda a cobertura e conteúdos olímpicos do Eurosport. Na criação do novo hino, Steven Price - que ganhou um Óscar por seu trabalho em Gravity, explica: Foi um briefing interessante. O início é sobre toda a energia e emoção das Olimpíadas, um pouco de mistério, temos a jornada do indivíduo, o pequeno momento de silêncio em que sentes que alguém se está a preparar para o momento. Foi uma questão de encontrar todos esses temas e conseguir fazê-los funcionar como uma peça contínua de quatro minutos, mas podes ouvir só uma certa parte e sentir de uma maneira diferente - foi uma aventura tentar contar uma história de uma forma muito pequena em termos de espaço, mas numa escala que normalmente seria utilizada num filme.”
Eurosport
Discovery bate recordes de audiência digital durante os Jogos Olímpicos
13/08/2021 AT 10:59
Eurosport
Tóquio'2020 dá recordes nos canais de televisão e plataformas digitais do Discovery e do Eurosport
03/08/2021 AT 22:13