MLS: Apenas um dos “favoritos” segue em frente
É muito comum falarmos da Major League Soccer como uma competição que se divide em dois momentos bem diferentes. Ter sucesso na fase regular diz-nos muito pouco sobre o possível sucesso que se terá nos playoffs. 2016 vai ser mais um ano em que os resultados comprovam isso mesmo. Apenas uma das equipas que terminaram nos dois primeiros lugares de Conferência segue para as finais, com as outras três a ficarem pelo caminho. Análise do comentador Luís Cristóvão.
A quebra dos “favoritos” fabricados na fase regular, a presença de uma equipa canadiana na final da MLS e a grande recuperação dos Seattle Sounders são os grandes temas de uma semana em que, uma vez, o poder dos playoffs imperou sobre a lógica das previsões.
Futebol
"Amando a Maradona"
18/12/2020 AT 14:01
Fase regular: para quê?
Talvez seja tempo de colocar em causa a fase regular. Não para indicar que o que acontece durante cerca de oito meses não tem a mínima importância, mas para entendermos, na verdade, para que serve essa longa primeira fase da competição. O que se prepara durante as trinta e quatro jornadas da fase regular não é, seguramente, o caminho mais fácil para se ser campeão, obtendo pontos para poder decidir a MLS Cup em casa. Prepara-se, isso sim, a melhor maneira para se chegar aos playoffs em condições para se ser campeão.
Assim, o mais importante de tudo parece ser conseguir reunir um plantel que tenha capacidade para decidir uma partida, mesmo não sendo a melhor equipa em campo. Jogadores decisivos, dos que criam e concretizam as suas oportunidades serão, quase sempre, mais importantes do que um plantel mais equilibrado e com mais opções. Das quatro equipas que disputarão as finais de Conferência, talvez só os Colorado Rapids fujam, em parte, a esta definição.
Depois, é também fundamental que um dos picos de forma da equipa esteja pronto a acontecer nesta sua reta final. Criar as condições para que, a partir do início de setembro, a equipa esteja perto dos 100% das suas qualidades e potencialidades será sempre mais favorável para se chegar ao título do que a concretização de muitas rotações numa fase prévia da temporada ou o alcance de grandes séries de bons resultados.
Finalmente, será também tempo de se analisar se é mesmo mais favorável decidir os playoffs em casa. Se na final em que se disputa a MLS Cup os dados indicam que sim, com quatro das últimas cinco finais a serem conquistadas pela equipa que atuava em casa, já nas eliminatórias a duas mãos, jogar o último jogo em casa poderá levar a que uma equipa jogue sem vantagem alguma a defender. Veja-se o caso deste ano, em que FC Dallas e New York City atuaram já sem aparente esperança de dar a volta ao resultado para pensar se diferentes equipas merecerão, ou não, escolher o caminho como querem tentar atingir a final.
Canadianos na final
Nunca aconteceu antes e 2016 será o ano em que veremos, pela primeira vez, uma equipa canadiana a jogar a final da MLS Cup. Acontecerá por via da Conferência Este, onde Montreal Impact e Toronto FC vão disputar o título.
A equipa de Toronto confirmou o seu apuramento com uma goleada de 5-0 no Yankee Stadium. Três golos de Sebastian Giovinco ajudaram a confirmar uma tendência já demarcada na primeira mão, tendo-se mesmo visto uma equipa do City sem grandes esperanças de poder mudar o rumo dos acontecimentos.
Para os Montreal Impact, Ignacio Piatti é o nome a ter em conta. Também entrando na Red Bull Arena com vantagem, os canadianos souberam aguentar durante a primeira parte, até que o argentino fechou o caminho da mudança com o primeiro de dois golos no início da segunda parte.
Seattle Sounders como um foguete
A Oeste, vive-se uma história que talvez reconheçamos do ano passado. A equipa dos Seattle Sounders começou mal a época, mudou de treinador e, a partir daí, entrou numa senda vitoriosa que a levou a bater, sem apelo nem agravo, o grande vencedor da fase regular, os FC Dallas. Três dos quatro golos marcados pela equipa nesta eliminatória tiveram o selo de Nicolás Lodeiro, o uruguaio que estará perto de poder revolucionar o destino da equipa, se conseguir levar os Sounders à primeira final da MLS da sua história.
Os Colorado Rapids são, assim, a única das quatro equipas em prova que terminou a fase regular num dos dois primeiros lugares da sua Conferência, para além de ser também a única equipa que já jogou e venceu finais da MLS. Campeões em 2010 e finalistas em 1997, os homens de Denver esperam agora conseguir disputar uma final no seu estádio e, quem sabe, repetir a graça de há seis anos atrás. Foram também os Rapids quem teve missão mais complexa para atingir esta fase. Depois de perder em Los Angeles, bateu os Galaxy por 1-0 em casa, com golo de Gashi, precisando das grandes penalidades para garantir o bilhete para a final de Conferência.
Todos os encontros das finais de Conferência terão transmissão em direto nos canais Eurosport, com a primeira mão a disputar-se na noite de 22 para 23 de novembro.
Call it Soccer!
@luis_cristovao
Futebol
Eurosport estreia prémio futebolista "Star of the Year"
11/12/2020 AT 12:37
Futebol
24 Horas de Le Mans virtuais para ver no Eurosport numa semana com muito desporto motorizado
05/06/2020 AT 10:33