Raonic começou melhor na Rod Laver Arena, fechando o 1º set em 6-4 graças à eficácia do primeiro serviço, mas Murray respondeu logo a seguir, devolvendo a cortesia.
O 3º set só foi resolvido no tie-break, onde a direita de Raonic e um ás deram o ascendente ao canadiano.
Os dois últimos sets mostraram um Raonic em dificuldades físicas e a contas com um problema na virilha, o que tornou o seu jogo muito mais errático do que o de Murray (78 erros não forçados contra 28 do adversário), isto após um esforço de mais de quatro horas de encontro. Pela segunda vez na carreira o croata caiu numa meia-final de um torneio "major", repetindo Wimbledon, em 2014. Note-se que esta foi a primeira derrota do ano para Raonic, que tinha ganho Brisbane e vinha com um registo de 9-0.
Ténis
Laver Cup de ténis no Eurosport até 2030
22/09/2021 AT 10:56

Milos Raonic - Open d'Australie 2016

Image credit: AFP

Será a nona final de “grand slams” para Andy Murray, a quinta só na Austrália, após perder 2011, 2013 e 2015 para Djokovic e 2010 para Roger Federer. A reter para o escocês um dado estatístico pouco animador: desde Wimbledon, em 2013, quando derrotou Nole, acumula 10 derrotas em 11 encontros contra o sérvio.
Ténis
Eurosport garante Open da Austrália em exclusivo para os próximos dez anos
08/09/2021 AT 21:27
Ténis
US Open é a última barreira ao sonho de Djokovic
25/08/2021 AT 16:15